Tecnologias na Educação

imagem sobre educação

imagem sobre educação

Wikipédia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Wikipédia é um projeto de enciclopédia multilíngue de licença livre, baseado na web, colaborativo e apoiado pela Fundação Wikimedia, uma organização sem fins lucrativos. Seus 27 milhões de artigos (790 291 em português em 01 de agosto de 2013) foram escritos de forma colaborativa por voluntários ao redor do mundo e quase todos os seus verbetes podem ser editados por qualquer pessoa com acesso ao site.nota 2 Em julho de 2013 havia edições da Wikipédia em 286 idiomas. A Wikipédia foi lançada em 15 de janeiro de 2001 por Jimmy Wales e Larry Sanger5 e tornou-se a maior e mais popular obra de referência geral na Internet,6 7 8 9 sendo classificado em torno da sétima posição entre todos os websites do Alexa e tendo cerca de 365 milhões de leitores.6 10 A Wikipédia é uma ferramenta de pesquisa amplamente utilizada por estudantes e tem influenciado o trabalho de publicitários, pedagogos, sociólogos e jornalistas, que usam seu material mesmo que nem sempre citem suas fontes.11

O nome Wikipedia foi criado por Larry Sanger12 e é uma combinação de wiki (uma tecnologia para criar sites colaborativos, a partir da palavra havaiana wiki, que significa “rápido”) e enciclopédia. A palavra “Wikipédia” é uma adequação lusófona da forma original anglófona sobre a fusão dos dois nomes que escrevem Wiki” + “pedia. Em português, o prefixo “Wiki“, somado ao sufixo de “enciclopédia“, ganhando acento diacrítico agudo no e, para atender à gramática lusófona.

A Wikipédia afasta-se do estilo tradicional de construção de uma enciclopédia e possui uma grande presença de conteúdo não-acadêmico. Quando a revista Time reconheceu “Você” como a Pessoa do Ano de 2006, devido ao sucesso acelerado da colaboração online e da interação de milhões de usuários ao redor do mundo, citou a Wikipédia como um dos vários exemplos de serviços Web 2.0, juntamente com YouTube, MySpace e Facebook.13 Alguns têm notado a importância da Wikipédia, não apenas como uma referência enciclopédica, mas também como um recurso de notícias atualizado com frequência por causa da rapidez com que artigos sobre acontecimentos recentes aparecem.14 15 Estudantes têm sido orientados a escrever artigos para a Wikipédia como um exercício de explicar de forma clara e sucinta conceitos difíceis para um público não iniciado.16

Wikcionário

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Wikcionário5 (um amálgama das palavras “wiki” e “dicionário“) é um projeto web multílingue pertencente à Wikimedia Foundation (sendo assim, projeto gêmeo da Wikipédia) com a finalidade de criar um dicionário eletrônico de conteúdo livre, disponível em mais de 172 línguas diferentes.3 Ao contrário do padrão normal de dicionários, este é escrito colaborativamente por voluntários que usam o software wiki, permitindo que os artigos possam ser alterados e modificados por quase todas as pessoas de acesso ao site.

Tal como o seu projeto gémeo Wikipédia, o Wikcionário é executado pela Wikimedia Foundation. Pelo fato de o Wikcionário não ser limitado por de espaço de imprensa, a maioria das versões de diferentes idiomas do Wikcionário fornece definições e traduções de palavras de diversas línguas, e algumas edições oferecem informações adicionais, tipicamente encontrados em tesauros e léxicos.

Software livre

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Software Livre, software libre ou libre software é software que respeita a liberdade dos usuários de computador (particulares, bem como organizações e empresas), colocando os usuários em primeiro lugar e conceder-lhes a liberdade de controle na execução e adaptação a sua computação e processamento de dados às suas necessidades (concessão plena liberdade de controle e independência, através da disponibilidade de código fonte para análise e alterações); bem como permitindo-lhes a liberdade social, para ser capaz de cooperar ativamente com todos os usuários e desenvolvedores de sua escolha.1 2 3 4 Os usuários de software livre estão livres dessas atividades, porque eles não precisam pedir qualquer permissão, eles estão não estão restritos nas atividades por meio de licenças proprietárias restritivas (por exemplo, cópia restrita), ou requisitos de ter de concordar com as cláusulas restritivas dos outros (por exemplo, acordos de não divulgação), e eles não estão restritos desde o início (por exemplo, através deliberada a não disponibilidade de código fonte).

Os objetivos do Software Livre (controle na própria computação e cooperação livre) são atingidas por concessão do seguinte-direitos de liberdade: os usuários são livres para executar, copiar, distribuir, estudar, mudar e melhorar o software,2 3 estas liberdades são explicitamente concedidos e não suprimidas (como é o caso do software proprietário). Assim, o software livre é uma questão de liberdade, não de preço (os usuários são livres – o que inclui a liberdade de redistribuir o software, que pode ser feito gratuitamente ou por uma taxa5 ). Software livre garante as liberdades dos usuários: estudar e modificar software, pela disponibilidade do código fonte, bem como a liberdade de copiar e distribuir.

PROJETO DE APRENDIZAGEM

O projeto de aprendizagem é uma pedagogia construtivista que tem como propósito promover aprendizado profundo através de um enfoque baseado em indagações para engajar os alunos com questões e conflitos que sejam ricos, reais e relevantes a suas vidas.Quando podemos ver que o aluno tem algo a oferecer, vemos que este conhecimento prévio pode e deve interagir com o desconhecido, e assim apropriar-se dos conhecimentos específicos referentes a escola.
PROJETO DE ENSINO
Um projeto em negócio e ciência é normalmente definido como um empreendimento colaborativo, frequentemente envolvendo pesquisa ou desenho, que é cuidadosamente planejado para alcançar um objetivo particular. Projetos podem ainda ser definidos como sistemas sociais temporários, em vez de permanentes, que são constituídos por equipes dentro ou entre as organizações para realizar tarefas específicas sob restrições de tempo.

Também pode ser definido como um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado exclusivo. Os projetos e as operações diferem, principalmente, no fato de que os projetos são temporários e exclusivos, enquanto as operações são contínuas e repetitivas.

Projeto de Aprendizagem – Definição – É aquele onde o aluno é o elemento principal do processo de ensino-aprendizagem e construção do conhecimento. Onde os pontos principais são: O professor é detentor e transmissor do conhecimento, normas rígidas, falta de autonomia para os alunos , indagações do professor ao aluno, parte do conhecimento do professor.

Definição de  Currículo?

Segundo Samuel Rocha Barros (op. cit., p. 170-1), em sentido amplo o currículo escolar abrange todas as experiências escolares. Vejamos algumas definições de currículo que aparecem nessa obra:É a totalidade das experiências de aprendizagem planejadas e patrocinadas pela escola(Jameson-Hicks).São todas as experiências dos alunos, que são aceitas pela escola como responsabilidade própria (Ragan). São todas as atividades através das quais o aluno aprende (Hounston).Em sentido restrito currículo escolar é o conjunto de matérias a serem ministradas em determinado curso ou grau de ensino. Neste sentido, o currículo abrange dois outros conceitos importantes: o de plano de estudos e o de programa de ensino.Plano de estudos é a lista de matérias que devem ser ensinadas em cada grau ou ano escolar, com indicação do tempo de cada uma, expressa geralmente em horas e semanas.Programa de ensino é a “relação dos conteúdos correspondentes a cada matéria do plano de estudos, em geral, e em cada ano ou grau, com indicação dos objetivos, dos rendimentos desejados e das atividades sugeridas ao professor para melhor desenvolvimento do programa e outras instruções metodológicas” (OEA-UNESCO). De forma ampla ou restrita, o currículo escolar abrange as atividades desenvolvidas dentro da escola. E, segundo César Coll, “as atividades educativas escolares correspondem à ideia de que existem certos aspectos do crescimento pessoal, considerados importantes no âmbito da cultura do grupo, que não poderão ser realizados satisfatoriamente ou que não ocorrerão deforma alguma, a menos que seja fornecida uma ajuda específica, que sejam exercidas atividades de ensino especialmente pensadas para esse fim. São atividades que correspondem a uma finalidade e são executadas de acordo com um plano de ação determinado, isto é, estão a serviço de um projeto educacional. A primeira função do currículo, sua razão de ser, é a de explicitar o projeto – as intenções e o plano de ação – que preside as atividades educativas escolares.Enquanto projeto, o currículo é um guia para os encarregados de seu desenvolvimento, um instrumento útil para orientar a prática pedagógica, uma ajuda para o professor. Por esta função, não pode limitar-se a enunciar uma série de intenções, princípios e orientações gerais que, por excessivamente distantes da realidade das salas de aula, sejam de escassa ou nula ajuda para os professores. O currículo deve levar em conta as condições reais nas quais o projeto vai ser realizado, situando-se justamente entre as intenções, princípios e orientações gerais e a prática pedagógica. É função do currículo evitar o hiato entre os dois extremos; disso dependem, em grande parte, sua utilidade e eficácia como instrumento para orientar a ação dos professores. O currículo, entretanto, não deve suplantar a iniciativa e a responsabilidade dos professores, convertendo-os em meros instrumentos de execução de um plano prévia e minuciosamente estabelecido. Por ser um projeto, o currículo não pode contemplar os múltiplos fatores presentes em cada uma das situações particulares nas quais será executado (…). Em resumo, entendemos o currículo como o projeto que preside as atividades educativas escolares, define suas intenções e proporciona guias de ações adequadas e úteis para os professores, que são diretamente responsáveis por sua execução. Para isso, o currículo proporciona informações concretas sobre que ensinar, quando ensinar, como ensinar e que,como e quando avaliar” (Psicologia e currículo, São Paulo, Ática, 1996, p. 43-5). Dentre outras possíveis, podemos extrair do texto de César Coll seis ideias importantes:

I – O currículo é um projeto. Não se trata de algo pronto e acabado, mas de algo a ser construído permanentemente no dia-a-dia da escola, com a participação ativa de todos os interessados na atividade educacional, particularmente daqueles que atuam diretamente no estabelecimento escolar, como educadores e educandos, mas também dos membros da comunidade em que se situa a escola.

II – O currículo situa-se entre as intenções, princípios e orientações gerais e a prática pedagógica. Mais do que apenas evitar a distância e o hiato entre esses dois polos do processo educacional – as intenções e as práticas – o currículo deve estabelecer uma vinculação coerente entre eles, deve constituir um eficaz instrumento que favoreça a realização das intenções,princípios e orientações numa ação prática efetiva com vistas ao desenvolvimento dos educandos.III – O currículo é abrangente, não compreende apenas as matérias ou os conteúdos do conhecimento, mas também sua organização e sequência adequadas, bem como os métodos que permitem um melhor desenvolvimento dos mesmos e o próprio processo de avaliação,incluindo questões como o que, como e quando avaliar.

IV – O currículo é um guia, um instrumento útil para orientar a prática pedagógica, uma ajuda para o professor. Por isso mesmo, na medida em que atrapalhar o processo de ensino-aprendizagem, deverá ser imediatamente modificado. O professor precisa estar atento, por exemplo, à extensão do conteúdo – se excessivamente extenso deve ser reduzido para facilitar a efetiva aprendizagem do mesmo; ao método com que o mesmo é ensinado – um método pode ser eficaz em alguns casos e ineficaz em outros; à eficácia do processo de avaliação no sentido de não prejudicar mas favorecer o desenvolvimento contínuo dos alunos; e assim por diante.

V – Para que cumpra tais funções, o currículo deve levar em conta as reais condições nas quais vai se concretizar: as condições do professor, as condições dos alunos, as condições do ambiente escolar, as condições da comunidade, as características dos materiais didáticos disponíveis, etc.

VI – O currículo não substitui o professor, mas é um instrumento a seu serviço. Cabe ao professor orientar e dirigir o processo de ensino-aprendizagem, inclusive modificando o próprio currículo de acordo com as aptidões, os interesses e as características culturais dos educandos.

  • · Atividade 4.3

Partindo do ponto que hoje a internet e recursos tecnológicos presente em nossas vidas, penso que devemos usar esta ferramenta para desenvolver o interesse de nossos alunos, mas não simplesmente colocar os alunos em uma sala de tecnologia e deixarem fazer o que querem, mas sim fazer um trabalho direcionado a aprendizagem do alunos, através de atividades pedagógicas e que realmente produzam um aprendizado significativo.

Através do estudo que realizamos neste curso, onde pude  perceber que mesmo usando as tecnologias, ainda posso modificar os métodos que uso, ainda mais posso aperfeiçoa-los para possam produzir um ensino-aprendizagem significativo e verdadeiro em nossos alunos.

Penso que os pontos positivos em relação ao curso, foi a mudança de pensamento sobre as tecnologias existem e que podem nos ajudar em nosso dia-a-dia, mas com sempre temos algumas dificuldade, a maior dificuldade que tive foi a conciliação das atividades com as atividades do dia-a-dia de sala de aula, com os quatro curso que estava fazendo a distancia ao mesmo tempo, mas como digo sempre temos de vencer os desafios que vem pela frente.